O que são Dividendos e Dividendo Yield?

Você sabia que existe um indicador capaz de medir a rentabilidade de ações para os acionistas? Pois é, além da possibilidade de lucros com a compra e venda de ativos na bolsa de valores, também é possível lucrar com a distribuição de uma porcentagem dos ganhos da empresa para os acionistas.
Essa parcela de lucro, denominada dividendo, é distribuída periodicamente de acordo com as regras definidas pelo Conselho Administrativo de cada empresa, que pode ser de forma trimestral ou anual. A análise da performance e da possibilidade de rentabilidade dos ativos é feita por meio do Dividendo de Yield (DY), indicador calculado de acordo com a cotação dos ativos na Bolsa de Valores em um determinado período.
Resumindo: o indicativo vai expressar qual o retorno em dinheiro, em relação ao valor pago pelos ativos, ou seja, o quão rentável o investimento pode ser periodicamente. E, quanto maiores os lucros distribuídos aos investidores, maiores os índices de DY da companhia.
Essa parcela de lucro paga como remuneração pelas empresas aos acionistas é oferecida pela maioria delas, pois atraem e mantêm investidores. Entretanto, os valores distribuídos não são necessariamente fixos e podem aumentar, diminuir ou deixar de existir de acordo com o desempenho da companhia.

Como calcular o Dividendo de Yield?

O DY é calculado de acordo com a divisão do valor da ação em um determinado período de tempo por seu preço de mercado. A fórmula para chegar ao denominador será:

Dividend Yield: Dividendos ÷ Preço de Mercado da Ação

O resultado funciona como um indicador sobre a queda do preço das ações, já que pode mostrar quais são os ativos mais atrativos para gerar dividendos estáveis.
Fique atento, pois pode ser tentador aplicar em empresas com altos dividendos, mas no mercado de ações isso significa que existem baixas perspectivas de crescimento, tornando esse investimento inseguro. Já quando os índices de DY são mais baixos, pode ser um sinal de que há uma maior expectativa de crescimento com melhores expectativas de lucros e segurança.
Uma dica importante antes da compra de ações, além da análise da estabilidade dos dividendos, é a consulta a respeito das regras estabelecidas pela empresa em relação ao seu pagamento: porcentagens, periodicidade, etc.
Como ocorre com outros indicadores, o DY não deve ser analisado de maneira isolada e superficial, pois uma análise mais aprofundada pode revelar se o dividendo foi alto em um período específico apenas por causa de lucros fora do comum ou pagamentos extraordinários. Além disso, a desvalorização das ações pode comprometer os ganhos com os dividendos.